Confira abaixo algumas dicas para prevenir a osteoporose

Osteoporose é uma doença metabólica, sistêmica, que acomete os ossos. Como qualquer outro tecido do nosso corpo, o osso é uma estrutura viva que precisa se manter saudável, e isso acontece mediante a remodelação do osso velho em osso novo. A osteoporose ocorre quando o corpo deixa de formar material ósseo novo suficiente, ou quando muito material dos ossos antigos é reabsorvido pelo corpo – em alguns casos, pode ocorrer as duas coisas. Se os ossos não estão se renovando como deveriam, ficam cada vez mais fracos e finos, sujeitos a fraturas.
Os ossos são uma parte fundamental do corpo humano. Além de proteger os órgãos internos, os ossos são importantes apoios para os músculos e para a sustentação do corpo.
Causas:
– Deficiência de CÁLCIO
O cálcio é um mineral essencial à formação normal dos ossos. O osso é o nosso principal reservatório de cálcio, e é ele quem fornece esse nutriente para outras funções do corpo, como o funcionamento cardíaco. Quando o metabolismo do osso está em equilíbrio, ele retira e repõe o cálcio dos ossos sem comprometer essa estrutura.
– Envelhecimento
80% dos pacientes com osteoporose a tem associada ao envelhecimento ou menopausa. Até os 35 há um equilíbrio entre processos de reabsorção e formação dos ossos, e a partir dessa idade a perda óssea aumenta gradativamente, como parte do processo natural de envelhecimento. Enquanto a mulher está em período fértil (menstruando) existe a produção acentuada do hormônio estrogênio. O estrogênio retarda a reabsorção do osso, reduzindo a perda, além de ser responsável pela fixação do cálcio nos ossos, contribuindo para o fortalecimento do esqueleto. Em contrapartida, a mulher durante e após a menopausa tem uma produção muito reduzida de estrogênio, uma vez que ele não é mais necessário para o ciclo menstrual. O hipoestrogenismo irá contribuir para a perda de massa óssea mais acelerada, principalmente nos primeiros anos da pós-menopausa. Dessa forma, a menopausa pode ser um gatilho para a osteoporose.
– Sintomas de Osteoporose
A osteoporose é uma doença silenciosa, que dificilmente dá qualquer tipo de sintoma e se expressa por fraturas com pouco ou nenhum trauma, mais frequentemente no punho, fêmur, colo de fêmur e coluna. Outros sintomas que podem surgir com o avanço da doença são:
  • Dor ou sensibilidade óssea
  • Diminuição de estatura com o passar do tempo
  • Dor na região lombar devido a fraturas dos ossos da coluna vertebral
  • Dor no pescoço devido a fraturas dos ossos da coluna vertebral
  • Postura encurvada ou cifótica.
Confira abaixo algumas dicas para prevenir a osteoporose:
  • Ingira alimentos ricos em cálcio (pelo menos 1.000-1.200 mg por dia) , que pode ser encontrado em alimentos como o leite, iogurtes magros, queijo, tofu, figos, sardinhas, laranjas, amêndoas e brócolos, entre outros.
  • A vitamina D melhora a saúde óssea porque ajuda na absorção do cálcio e também amplia a força muscular. Alimentos ricos nesta vitamina são os peixes gordos (salmão, sardinha, atum) e as claras de ovos.
– Exposição à luz do sol
  • É importante salientar que somente a ingestão de cálcio, seja em qualquer forma, não é suficiente para garantir que ele seja fixado nos ossos e contribuir para a saúde dos ossos, o consumo de cálcio desde a infância deve estar associado aos hábitos de vida saudável como por exemplo a exposição ao sol, que é a principal fonte de vitamina D, nutriente necessário para que ocorra a absorção do cálcio.
  • Pare de fumar! Fumar causa perda óssea ao reduzir a quantidade de estrogénios que o corpo produz e a absorção de cálcio no intestino.
  • Evite consumo excessivo de bebidas alcoólicas e de cafeína.
  • Mantenha uma boa postura, tanto em movimento quanto em repouso. Carregue pouco peso, suba escadas de forma correta, mantendo a sua coluna sempre ereta.
  • Exercícios físicos ajudam a construir ossos fortes e a atrasar a perda óssea. Combine exercícios de treino de força com exercícios de carga. O treino de força ajudará a fortalecer os seus músculos e ossos ao nível dos braços e coluna vertebral superior, enquanto os exercícios de carga – tais como caminhada, jogging, entre outros – irão trabalhar os ossos nas pernas, ancas e coluna inferior.
Ao contrário do que muitas pessoas pensam, até mesmo quem já apresenta sinais de Osteoporose não deve interromper a atividade física. Muito pelo contrário. Praticar exercícios físicos é essencial. Nesse caso, os exercícios devem ter impacto mínimo e a caminhada é a atividade mais recomendada.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s